Mesmo antes da implementação das medidas de distanciamento social, a telemedicina já era uma forte tendência no meio médico. A prática, que consiste na execução da medicina por intermédio de tecnologias de comunicação e informação, promete ser capaz de facilitar a vida de médicos e pacientes, assim como democratizar o acesso a um atendimento ao paciente de qualidade. 

A partir dessa realidade, profissionais da saúde precisam estudar como alguns dos processos médicos, mesmo os mais rotineiros, podem ser adaptados ao digital, como, por exemplo, a prescrição de remédios e a realização da anamnese. 

Nesse sentido, a jornada do paciente e a análise de seus hábitos se tornam essenciais para entender como tais tratamentos podem ser otimizados. Se você quer saber mais sobre o ecossistema médico e como softwares médicos podem ajudar nessa questão, esse artigo é para você! 

O fortalecimento da telemedicina

Durante 2020, levando em consideração o estado de emergência de saúde pública instaurado pela pandemia, o Ministério da Saúde regulamentou a prática da teleconsulta e prescrição médica digital. Além disso, o documento Portaria de nº 467 de 20 de março regulamenta a emissão de atestados de maneira remota. 

Essa foi uma mudança bem-vinda pela comunidade médica. De acordo com uma pesquisa divulgada pela Associação Paulista de Medicina, 65% dos médicos se manifestaram a favor da regulamentação da telemedicina. 

O que é a jornada do paciente? 

Jornada do paciente, esse termo se refere a qualquer interação entre o cliente e o serviço de saúde, que vai desde o primeiro contato até a marcação de consultas em algum consultório ou hospital específico. Tal processo também engloba as práticas de fidelização do paciente e o acompanhamento de seu tratamento.

O conceito, jornada do paciente, que foi emprestado do Marketing, nasceu da observação das práticas de consumo de conteúdos médicos, sobretudo no meio digital. A Internet amplia o leque de opções para o paciente e, portanto, torna o mercado mais competitivo. 

Quais os desafios impostos aos médicos por essa jornada? 

Esse modelo de atendimento pode ser um tanto quanto desafiador para os profissionais da saúde, já que existem muitas variáveis a serem analisadas e, claro, uma maior preocupação com a satisfação geral do paciente. 

Médicos precisam atender às necessidades de cada paciente, a fim de gerar um engajamento maior com o tratamento e, consequentemente, aumentar as suas chances de sucesso. 

Além disso, a humanização dos procedimentos de saúde nunca foi tão importante, mesmo em plataformas de atendimento remoto. O contato próximo entre o profissional de saúde e o paciente continua sendo um dos principais pilares para um tratamento bem-sucedido. 

Outro grande fator é a diminuição do tempo de espera, que pode ser um dos maiores motivos que levam o paciente a procurar uma clínica ou hospital diferente. Por isso, o uso de ferramentas, como um software médico, que auxiliem na interação médico- paciente é tão importante. 

Saiba mais: Entenda a importância e o vínculo da relação médico-paciente

A DM Health é a ferramenta que você procura

Se você precisa de uma plataforma para gerenciar a comunicação entre você e seu paciente, desde a primeira consulta, até o momento da alta, a DM Health é uma ótima escolha. 

Esse é um software médico que disponibiliza recursos digitais, facilitando o gerenciamento do tempo e acesso a informações sensíveis da jornada do paciente. Com a DM Health,ambos utilizam o tempo de consulta para tomadas de decisões mais qualificadas que podem levar a um tratamento mais eficiente e entrega de bem estar. No final, este relacionamento é valorizado e todos ganham!!

Confira também: Prontuário eletrônico do paciente | Inteligência artificial médica